Smart Energy: o emprego da inteligência artificial na eficiência e transações energéticas para a indústria 4.0

Desenvolvedor de Negócios da Metron, Olivier Marty, falou sobre presença da inteligência artificial na otimização do consumo energético da indústria. Há cerca de um ano no Brasil, a Metron observou que a indústria brasileira procura reduzir seus custos e se aproximar dos padrões da indústria 4.0. “Entretanto, a indústria ainda busca meios de como fazê-lo, considerando, ainda os recursos limitados”, comentou Olivier. O primeiro passo para o caminho para este desafio, segundo o executivo é buscar soluções especializadas junto a empresas forte experiência no setor. Para ele, a inteligência artificial no ramo de energia precisa de fato sair do campo teórico e seguir para o âmbito prático.

Observa-se que embora as empresas brasileiras ainda estejam distantes dos padrões de países desenvolvidos, é preciso que elas consigam dar o primeiro passo para mudar este cenário, dando início a um ciclo virtuoso por meio de investimentos que podem dar retorno em curto prazo. Ao contrário do que muitas estimam, este atraso pode ser rapidamente recuperado.